domingo, 1 de setembro de 2013

Jóia de Alí

Olhou-me, sorriu
Uma flor em jardim cor de anil
Primavera passou ninguém viu
Só eu a te esperar

Derramou o néctar do amor em mim
Beija flor! Nosso amor bem-te-vi
Uma rosa encantada que eu mesmo colhi
Tão rara como jóia de Alí

Ingênua menina, num corpo de mulher
Despetalando rosas, mal-me-quer/ bem-me-quer
E nessa brincadeira vou te amar
Até...

Derramar o néctar do amor em mim
Beijar a flor, ao nosso amor bem-te-vi
Uma rosa encantada que eu mesmo colhi

Tão rara como jóia de Alí.

Murillo Cesar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário